Love Me

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

O ALQUIMISTA!


O Alquimista do amor,
você é o seu mestre interno, forjando no fogo do coração a essência do amor activo e flamejante, um fogo que dissolve  e purifica toda a dissonância da natureza que não é divina no seu ser.

Você é o mediador entre a chama do fogo do divino, entre o óleo sagrado, entre o vertical e horizontal do seu ser, a unidade essencial de puro amor primordial.

E quando nada mais souber, sinta o  simples acto de respirar e o amor que todo ele contém, o sopro da vida, o acto do  seu renascimento constante para a luz.

Você é o alquimista do amor, uma poesia escrita pelas mãos de Deus a ler-se e a descobri-se a cada segundo da sua existência divina.
Eugénia De Almeida

domingo, 19 de fevereiro de 2012

O DESVELAR DA EXISTÊNCIA!




A vida é um mistério a ser rasgado, a ser arrancado, a ser desvelado à existência física do ser.
No mergulho pelo interno do ser, dá-se o encontro com a cristalização das emoções densificadas pelo programa humanidade.

Muitas são as resistências encontradas no DNA ancestral, pelos programas repetidos e contínuos de sistemas aderidos a filosofias com o objectivo da permanência da ilusão.
É necessário mesmo sem se compreender o tudo, que o ser  aprenda a mediar os conflitos parentais (pai e mãe), ou Ying e yang.

Não adianta as buscas incessantes externas, enquanto o ser não aprender a conciliar essas energias de DEUS/ Pai e DEUS/ Mãe, assim, não precisa de fazer o impossível, ou seja, o ser já não necessita resgatar aquilo que competia aos seus progenitores e ancestrais, uma vez que na nova energia, cada  vida é responsável e poderosa em si.

Desta forma o que é importante é o ser atentamente aceitar-se como um ser singular e iluminado, perdoando e elevando os pensamentos, os comportamentos, e ocupar o seu devido lugar dentro da família de si mesmo, dentro da sua unidade interna.

 Como exemplo Jesus Cristo, revelou-se um bom filho, um estimado enteado, um leal irmão, um feliz amigo e um devoto pai da humanidade, deixando grandes os seus feitos e dando pequenos e seus, os  seus exemplos, pelo seu gosto constante de semear pequenas sementes com a sua pedagogia de puro amor.

Uma boa árvore é conhecida pelos seus frutos, e a árvore da vida de cada um, interna e externa tem de ser verticalizada na horizontalidade cósmica do ser.
Abrindo assim as novas consciências crísticas em cada ser, em cada templo, mas sobretudo encurtando ou unificando  a distância em cada consciência de cada sacrário.

Para que uma nova humanidade possa existir, não importa  a contaminação ou condenação do negativismo ancestral, quando o positivismo presente chegou para se fazer anunciar como a única humanidade possível e visível a um estado de futuro de todas as gerações.

Isso dar-se-à uma vez mais através do amor puro, não o familiar, mas unicamente o divino, o incondicional puro amor primordial em cada ser, e no todo de um coletivo.
Como todo o amor, nada nasce, nada persiste, nada se conquista sem o verdadeiro amor, esse amor vem sempre para ficar.

Não temas perder aquilo que te pertence por direito divino, lembra-te que a semente e o fruto são o mesmo, o que os separa são apenas estados, por vezes alguns estão apenas cristalizados.
Assim  o amor tanscende todos estes estados, e da cristalização encontrarás um único estado, o estado de graça em ti.

Muita Paz!

Eugénia De Almeida

sábado, 18 de fevereiro de 2012

AS MÃOS QUE SUSTENTAM!




O cenário mudou, mas as palavras são as mesmas,
há quem acredite que o seu trabalho é mais importante do que o do seu irmão, há até quem faça diferença  ainda, entre umas mãos que trabalham a orar e de outras que trabalham para se sustentar, em verdade te digo, tu que julgas e falas em nome de Deus ou dos Anjos....

Que a oração é o sustento do espírito, o trabalho é o sustento do físico, e em ambos Deus está, não dobres as palavras para as esquinas que te dão mais jeito a sua compreensão, mas mede o espírito que alimenta a luz da oração do divino em cada ser, também no teu ser.

Não te percas nos julgamentos dos tribunais falaciosos das mentes astrais, mas mede a tua consciência espiritual e então encontrarás um espírito, não dobrado ás tuas vontades, mas um espírito que se liberta das vontades que não são o Crísto em ti.

Há mãos que salvam rezando, outras que salvam trabalhando, mas apenas se salva quem no seu coração aceita perdoar e reconhecer, não só o mal que lhe fazem, mas também o mal que ao seu semelhante faz, não só o bem que lhe convém como, o bem que não lhe convém.

És muito importante para mim, tão importante que tudo o que quiseste levaste e  ainda assim , continuas a te queixar com o mesmo padrão, talvez porque no egoísmo que vibras não sentes o que tiras, não sentes o que te é dado, não percebes quando julgas, e que assim mesmo serás também tu julgado.
E na tua incapacidade de te reveres como és na verdade como espírito, como ser, como irmão, leva-te aos abusos e violações ao teu semelhante.

Não reconheces que, na luz da humildade, tudo te deixei levar e assim eu apenas vesti a túnica do amor puro de Jesus Crísto, aquela que ainda que a queiras não ma podes tirar.
Mas se lhe tiveres o mesmo amor, poderá ele mesmo, o Crísto, essa túnica te vestir, eu sou pequenina, para que grande ele o seja em mim, para que grande ele seja por mim.

Assim to o desejes em ti em pureza, ele se manifestará, sempre pelo amor, esse do qual ambos nele fazemos parte, no seu amor puro.

Assim na mesma pureza, trabalhando ou  rezando, o espírito que te sustenta, encontra todas as formas de te saciar e nutrir de todas as fomes e de todas as sedes, todas, certifica-te de que a sede e a fome que matas em ti, a qual te alimentas, que não te contamine o coração, que te liberte a alma, e ainda que te renove o espírito como uma oração ao todo que és.

Eugénia De Almeida 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

OCEANOS DE AMOR!


Se mergulhares na alma do amor, não temas o repouso da união com o divino, não temas o deleite da fragrância do sagrado ungido, e não separes o céu da terra, não temas o voo dos pássaros que mergulham como peixes em oceanos de amor, nem te esqueces do acordar nos braços do amor, não te esqueças ainda de também nesses braços com o amor adormeceres.

Isso é o que desejam as almas que se amam, isso é desejo do espírito do amor, o espírito do divino em cada ser.

Eugénia De Almeida

OS LÁBIOS DA VERDADE!



Não cases os sofrimento com o sol, nem descanses nas lágrimas de uma mulher, não bebas dos lábios as verdades só vividas das crianças, nem rompas a esperança das noites perdidas, mas engrandece-te no abraço do amor, mas embriaga-te com o sabor que te imbui a alma com o divino néctar do sagrado em ti.

Eugénia De Almeida

sábado, 11 de fevereiro de 2012

A FACE DO CRÍSTO!




Quando contemplo a tua a face, contemplo a face do senhor.
Quando me aqueço na tua voz, encontro a melodia do anjos do senhor.

Quando mergulho no teu olhar, mergulho na pureza de Jesus, na pureza onde jesus por amor lava-te os pés e a alma, com as lágrimas perdidas pelos teus olhos.

Mas quando escuto o teu beijo enviado ao senhor com pedidos e orações, com graças e bênçãos pelos que em ti por ele apelam, aí sim estou em ti, como poderia eu não estar onde Cristo por amor se deixa tocar, onde o Crísto por amor se deixa pelos teus lábios beijar.

Quem sou eu para recusar o beijo do amor, aquele que não veio para trair a face do Crísto,  aquele que nunca trai o espírito universal de Jesus Crísto.
Muita Paz!

Eugénia De Almeida 

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

O SOM DA PALAVRA!


Não temas pela palavra, pois grande é o grão de areia perante a montanha, quando partilham do mesmo vento, o som não escolhe o tamanho do ouvidos que o escutam, o som escolhe o tamanho da alma que na entrega por ele penetra.

Tarumani Baruch/ Eugénia De Almeida

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

LEMBRE-SE!



Por mais difícil que a sua vida pareça, é porque algo de grandioso em si existe.
Lembre-se, que da insignificância você não não faz parte!

Tarumani Baruch/ Eugénia De Almeida

domingo, 5 de fevereiro de 2012

DEIXA QUE A SARÇA ARDA!


                         
Quando a escolha das vidas de cada ser, se pautam por princípios que os orientam, esses princípios conduzem-vos quase sempre a uma revelação de si mesmo.
Por vezes os princípios são como ancoras que se certificam de que a vossa verdade prevaleça sobre tanta ilusão e manipulação externa.

É então necessário que o ser se conheça, para que possa saber de que matéria é composta a sua conduta, para que o boicote de si mesmo a pouco e pouco vá perdendo a força.
Para que entenda que por vezes trair-se ao seu intimo, mais tarde ou mais cedo trará más consequências na sua vida.
Daí a importância em não tomar as palavras de terceiros, mais verdadeiras e certas para a sua orientação, do que as suas próprias palavras.

Existe um gigante fora de si chamado coletivo, manipulado e negativado há tanto tempo, que sempre está a pressionar o ser para a ilusão e sofrimento, decisões baseadas no medo.


Mas é aqui e agora, neste templo físico que existe a possibilidade de compreender, que nem todos os lideres estão nos lugares certos, muito menos os espirituais, esses seres contraíram carmas tão pesados, que por vezes se encontram em pior situação que você mesmo.

Dizer que alguém disse para tomar uma direcção, é contrário á luz do Crísto, é contrário á ascensão e ao livre- arbítrio, vejam se entendem isto de uma vez.

Enquanto os seres usarem este tipo de linguagem “INTITULANDO-SE DE ENVIADOS” (recordem-se que Jesus nos veio avisar sobre estes mesmos seres, chamados dos falsos profetas), para que as mentes doentes e fracas acreditem, alimentam-se da pouca força que tendes, para poder em si acreditar.

Saibam de vez, que Deus, hierarquias ou Anjos não mandam recados, e tudo é feito na discrição da luz, a luz nunca repete duas vezes os seus feitos, nunca repete o que disse, senão não seria verdade ou seja os verdadeiros enviados ajem no silêncio para que nada seja posto em causa.

Deus e qualquer ser quando lhe falar diretamente, pois é assim mesmo que o fazem, nunca ficará com dúvidas, jamais poderá falar o que aconteceu, não porque seja proibido, mas pelo contrário, a liberdade é tão grande, que compreenderá que não se brinca com coisas sérias, que nenhuma consciência pode entender aquilo que apenas o ser vive em Deus, nenhuma forma de o dizer fará com que acreditassem, de verdade em si.

Quando isso sucede a transformação é total, o silêncio em si é absoluto, a responsabilidade em usar toda e qualquer vida é sagrada, toda e qualquer alma é sagrada e para ser liberta.
Assim se o meu centro interno é igual ao seu, Deus seria muito pobre se nos concentrasse na mesma sala como famílias de alma só a rezar, ou a estudar ou a beber.

Percebam de vez, que nada do que ouvem ou vêm, ou até do que sentem é verdade, se passageiro não é verdade, nada mesmo.

Em momentos que está a ser limpo tantos séculos de entulho de contaminação de toda a humanidade, muito pouco do que vive ainda, seja bom ou mau poderá ser verdade.

Entendam assim, que têm a oportunidade pela primeira vez de serem Crístos, e toda e qualquer informação não é de ninguém, nem sequer portais ou centros específicos com "encarregados de obras", antes de 2022 dificilmente o será, e depois... depois depende do que andou a fazer durante estes anos, das escolhas que fez ou que deixou que façam por si..

Entendam que a luz nunca se pronuncia para desmascarar ninguém, ela deixa que o próprio ser, faça esse trabalho em si, a luz é sempre a oportunidade de transformação, de uma nova existência, e isso não é um edifício bonito, de roupas novas ou qualquer factor externo a si.

Entendam que este é o momento, em que se libertam ou se aprisionam dos sistemas e crenças de seres que se alimentam, monetariamente e energeticamente de vós.

Mais tarde ireis ver que desperdiçou a sua vida, que não tem ao seu lado quem devia e desejava, que não realizou nenhum dos seus sonhos, e pior, que todo esse conhecimento não o levou senão a momentos de dependência e fanatismo, que contaminam o coletivo, o planeta e as consciências que de si fazem parte.

Entrou na roda como um hamster e já o fez no passado, voltou a fazê-lo outra vez, e a razão é só uma, existe uma falência em si, uma fraqueza, você sabe qual é, aceite-a e sossegue, e depois siga em frente, nunca voltando a repetir os mesmos erros do passado, tenha o cuidado de perceber que mudou apenas o cenário, os lideres, as pessoas, mas que você continua a ser o mesmo.

Pois na verdade não aceitou ainda a verdadeira transformação, pois não aceita subir ao monte de vez, para que se dê a verdadeira transformação em si, para que, então quando o descer, sem nada dizer, porque se deu sua verdadeira transformação, libertará uma fragrância que todo o universo é obrigado a aceitar e a render-se a essa verdade, a esse facto.

Essa sarça em si tem de arder, de arder de verdade para qualquer ser em consciência poder ascender, e não uma verdade ilusória e manipulatória de seres que se crê.
Seja a sarça daquele que arde na eternidade na luz.
Muita paz!



Eugénia De Almeida

sábado, 4 de fevereiro de 2012

NASCE UMA CANÇÃO EM TI!




Quando juntas a tua palavra com a minha, nasce uma canção, mas quando juntas o teu silêncio ao meu, nasce a união, uma união onde nasce uma oração pelo todo, onde muitas canções através da palavra, podem ser escutadas e atendidas.

Onde a oração se faz como corpo do espírito, é porque um coração sagrado sustenta a verdade divina do ser, sustenta a luz da vontade  do amor puro, e em si o poder  do espírito santo poder descer.

Eugénia De Almeida

OS SENTIDOS DIVINOS!




Mais importante que deixar-se guiar pelo seu coração é saber escuta-lo, de outra forma, como aprenderá as lições da inteligência divina, as lições para a sua jornada que só ele lhe pode dar.
De que outra forma poderá saber exercitar os sentidos divinos,  para além dos sentidos físicos?
Sem  aprender a escutar o seu coração, nem o vento gritante, nem a voz de um relâmpago, poderá ser  suficientemente audível pelo seu ser, quanto mais a linguagem subtil e pura do divino que habita em si.
Mais importante que deixar-se guiar pelo seu coração, é saber escutá-lo, só assim poderá saber ler todos os livros escritos em todas as línguas, só assim a linguagem sagrada despertará do seu interno, para no silêncio do ser revelar os tesouros em si guardados, a sabedoria que o levará de retorno a casa, á luz do seu ser.

Eugénia De Almeida 

NESSA BUSCA!




Aquilo que nos separa, pode sempre ser menor do que aquilo que nos une, se mergulhares nessa busca com o teu coração.

Tarumani Baruch/ Eugénia De Almeida

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

BEIJANDO O PRÍNCIPE!


A mente toma como verdade tudo o que ouve, vê e escuta.
Cuidado com o que tomas como verdade, é caso para dizer, "tem cuidado com o que pedes a Deus, pois pode ser-te concedido".
A viagem para o teu Deus, não é a viagem para o meu Deus, porém posso te mostrar a porta, posso te indicar o caminho, mas és tu que o tens de percorrer.
O caminho só é caminho para aquele que o faz, e isso dá-se de dentro para fora e não de fora para dentro.
Se quiseres a tua luz encontrar, não te podes perder nos fogos de artificio, nem nas estrelas todas que vês no céu.
Terás de te escutar, terá de beijar esse sapo que vive dentro de ti, então saberás que para virar príncipe, jamais será com um beijo físico, mas pelo beijo da alma.
Para encontrares o teu príncipe, não podes te entreter com o que te aparece pelo caminho, senão jamais o vais reconhecer fora, se dentro de ti abres espaço para a substituição de tal personagem, em vez do encontro de tal essência.
E aquilo que hoje é bom, noutro ponto de ti, noutra realidade de ti estará a ser menos bom, lembra-te desses momentos e ama-te um pouco, e resgata esse poder em ti.
A mente tudo toma como verdade, e as verdades de qualquer mestre ou guru, não são as tuas verdades, perder-se na materialidade da espiritualidade ilusória não é encontrar-se na sua luz, na senda da espiritualidade.

Eugénia De Almeida

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A LIGAÇÃO SUPREMA!



Nós somos a expressão máxima através do qual o criador se expressa.
E ser um receptáculo da consciência suprema, nada mais é que a sua realização pela forma.
A alma, direi que é a fragrância da essência emanada, para dar corpo à  expressão divina.
Entendermos isto é sair da mente humana,  uma mente em que está muito longe ainda de compreender a inteligência e o conhecimento supremo.
Assim alguns de nós, vamos apenas recordando aquilo que nos foi vedado pelo véu da densidade, a pouco e pouco pela nossa elevação e contribuição vamos descortinando esses planos que um dia serão já uma realidade para todos os seres e não apenas para alguns.
Mas no dia que o homem toca na sua parte sagrada jamais  esse ser será o mesmo, a unidade em que se encontra, já só lhe permite obedecer à lei maior e não ás leis dos homens.
Então compreendemos que " aquilo que Deus uniu , SER algum pode separar" a começar por nós próprios, significa o corte e dissolução de toda a ilusão e co-criações que não estão dentro do plano divino onde a criação maior  se faz simplesmente plena de luz e amor, ela é, ela simplesmente é una em todos os planos de si mesma.
A unidade do ser, a ligação à fonte, essa ligação foi a certeza onde esse criador ligado a "NÓS", ao uno pela sua própria alma, emanação, espírito, extensão, consoante o plano em que cada um se encontra, existe e se faz presente e perene.
Assim, "NADA" ou ainda coisa alguma nos pode separar dele,  nos pode separar do universo micro e macro.
E através do nosso despertar no micro, é-nos aproximado o macro, sempre e apenas através do caminho do amor.

Eugénia De Almeida